Geografia

A sugestão para um blog me foi dada há alguns anos atrás por um amigo. Naquele momento achei que não caberia. Depois, conforme o tempo foi passando, achei que seria bacana ter um canal direto para disponibilizar alguns escritos.

 

Quando a sugestão me foi dada, estava vinculada aos escritos de geografia. Entretanto, me encantou a ideia de poder também ter um canal para expressar algumas reflexões sobre a questão do feminino.

 

Para os que não conhecem a autora deste blog: sou geógrafa, formada na Universidade de São Paulo. Fiz mestrado e doutorado no Programa de Pós Graduação em Geografia Humana – USP. Atualmente sou Professora do Departamento de Geografia da USP.

 

Sempre, desde a graduação, após uma viagem conduzida pelo Prof. Ariovaldo Umbelino de Oliveira, que mais tarde veio a se tornar meu orientador, enveredei pelo estudo da Geografia Agrária.

 

Boa parte dos escritos disponibilizados neste blog, bem como os que ainda aqui não estão, mas que fazem parte de minha produção bibliográfica, estão vinculados à Geografia Agrária.

 

No começo de minha trajetória acadêmica mergulhei no estudo e compreensão do campesinato. Fiz trabalhos de campo inesquecíveis, que me proporcionaram o contato com esta classe sui generis, da qual fazem parte aquelas entre as pessoas mais generosas e sábias que já conheci.

 

Posteriormente, há alguns anos, passei a estudar também a questão dos agrotóxicos, o seu uso no Brasil, o desdobramento deste uso e a compreensão desta lógica, inserida que está no capitalismo mundializado.

 

Finalmente, nos últimos anos, tenho também me permitido refletir sobre a questão do feminino e, neste caminho, “por dentro”, tenho buscado ver também a geografia, a questão agrária e a questão da Terra (em seu sentido latto).

 

 

Para mais detalhes da minha formação e atuação profissional, segue o link do Lattes: http://lattes.cnpq.br/8866149305832269