Bem Vind@s!!!

 

A gravura trazida na entrada deste blog e, também, aquelas que acompanham cada uma de suas abas foram generosamente feitas por uma amiga, Lívia Serri Francoio. Para saber um pouco mais da ideia da gravura acesse a aba “Feminino” e, a partir dela, “O porquê”.

 

Importante é deixar registrado neste primeiro post, que é um post de boas-vindas, que a imagem sintetiza as questões que permeiam este blog: a questão do feminino, a questão agrária, a Geografia, a geografia agrária, a agricultura, a terra e a Terra.

 

A gravura, com sua beleza e singularidade, ajuda-nos a focarmos a reflexão no tempo cíclico vivido e traduzido pelos camponeses, pelos indígenas ...  e ritmicamente marcado pelo movimento do planeta.

 

Um mergulho no interno, no útero do pensamento, na especificidade do pensamento feminino talvez seja oportuno neste momento em que, por exemplo, as sementes deixam de ser sementes.

 

Refletir sobre os desdobramentos do rumo desta sociedade é o que permeia cada um dos posts, ensaios, artigos e demais “abas” presentes neste blog.

 

Bem vind@!

 

 

 

Please reload